Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

R/c direito

R/c direito

Quando o sol aparece.

Estudei quatro anos naquele que eu julgava ser o meu curso de sonho. E é, na maioria dos dias. Mas depois há pessoas que tornam tudo menos colorido e que me fazem desanimar. Há pessoas que enchem o ambiente de más energias e estragam os sonhos que criei. Talvez não devesse ter imaginado cenário idílicos mas a verdade é que não sei ser de outra forma. Traço objetivos e espero sempre o melhor. Espero aquilo que a maioria das pessoas julga impossível. Faço das tripas coração e luto por aquilo que acredito, mesmo que vá contra todos os outros. Procuro respeitar os meus ideiais e não abdico de dar a minha palavra, quando acho que poderá mudar algo.

Quando estou mais desanimada digo que me apetece desistir de tudo. Quem me conhece bem sabe que é da boca para fora. Mas também me dizem para começar do zero, noutra área, se é isso que realmente desejo. Dizem-me que vou a tempo, que ainda sou nova o suficiente. Mas não tenho forças nem dinheiro para largar tudo. Irei manter-me a eterna sonhadora que de vez em quando cai à terra e vê que não pode ser tudo bom. Há dias negros, onde troveja e o vento não dá tréguas. Mas depois surge o sol. Um raio de cada vez, para nos ir abraçando aos poucos. E é nesses momentos que me orgulho de não desistir.